quinta-feira, 17 de abril de 2014

Cultuar Rivail e ocultar Kardec



Alguns pesquisadores espíritas continuam cometendo um ingênuo erro histórico ao confundir Rivail com Allan Kardec. A história de Rivail nada tem a ver com o Espiritismo, a não ser na pura imaginação dessas pessoas.

 Não existe, até agora, nenhum tipo de documento ou evidência que possa fazer essa relação entre duas pessoas tão diferentes: uma que não era espírita e outra que se tornou espírita após os 50 anos de idade. Nada que Kardec faz antes dessa idade tem relação com o Espiritismo e isso o próprio Kardec deixa claro e evidente em Obras Póstumas.
 
Não podemos falsificar a memória do fundador do Espiritismo imaginando coisas, associando ideias sem conexão ou simplesmente tentando dar sentido às coisas que não tem cabimento, simplesmente porque isso satisfaz o preenchimento forçado de algumas lacunas teóricas.
 
A vida de 14 anos de Allan Kardec é muito rica em fatos inexplorados e historicamente compatíveis com o Espiritismo. Porém, ainda não sabemos os motivos que impedem esses pesquisadores a não desvendar esses acontecimentos.
 
Será que essas pesquisas realmente tem como alvo o Espiritismo ou apenas interesses particulares?